Novos Materiais

O que são?

Novos Materiais ou Materiais Avançados referem-se a todos os novos materiais, materiais modelados/projetados, materiais miniaturizados e modificações aos materiais tradicionais existentes com vistas a obter desempenho superior em uma ou mais propriedades que são críticas para a aplicação tecnológica considerada, ciclo de vida da tecnologia e do produto. Dentre os principais Materiais Avançados, podem ser destacados os metamateriais, materiais em nanoescala e em microescala, descoberta inteligente de novos materiais, materiais para a área de defesa, compósitos e nanocompósitos que possuem uma ou mais propriedades combinadas não encontradas na natureza, e os biomateriais.

Relevância industrial e econômica

O desenvolvimento da área de Materiais Avançados, bem como suas novas aplicações, está revolucionando a forma como companhias fazem negócios e a demanda de desafios aos pesquisadores da área. Há diversas razões pelas quais empresas se concentram no desenvolvimento e utilização de Materiais Avançados, com vistas a disponibilizarem melhores produtos ao mercado, mantendo a relação investimento/retorno o mais favorável possível. A seguir, alguns exemplos relacionados as vantagens competitivas que podem ser favorecidas ao setor produtivo com o desenvolvimento da temática:

  • Custos reduzidos e maior rentabilidade Materiais Avançados, que exibem melhor performance em termos de resistência, leveza e durabilidade, terão sua vida útil prolongada e, consequentemente, reduzirão custos associados à substituição e falhas. Tal redução de custo pode aumentar a rentabilidade da produção e compensar desafios tecnológicos associados à operacionalização e à fabricação de materiais relativamente menos funcionais. 

  • Sustentabilidade e Impacto Ambiental: Com o aumento da sensibilidade social ao tema, aumento da responsabilização dos setores produtivos e esforço do Estado associado a sustentabilidade e redução do impacto ambiental na produção e descarte de insumos produtos, a área de Materiais Avançados tem aumento sua importância estratégica devido ao seu potencial em promover soluções mais sustentável ambientalmente.

  • Aumento da satisfação e fidelidade do cliente. Devido às suas propriedades inerentemente melhoradas, Materiais Avançados podem proporcionar produtos finais e experiências que satisfaçam melhor as expectativas do cliente, o que se traduzirá em maior competitividade e satisfação do cliente. 
     
  • Conformidade regulatória e sustentabilidade. Arcabouços legais mais novos e rigorosos impõem novos desafios aos processos de desenvolvimento tecnológico, fabricação e escalonamento de novos produtos. O uso de Materiais Avançados tem grande potencial para auxiliar as empresas no cumprimento da legislação e na promoção da sustentabilidade ambiental, sem, contudo, sacrificar os objetivos de desempenho econômico e produtivo.

Relevância acadêmica

Devido à multidisciplinaridade desta temática, a área de Materiais Avançados é atendida principalmente por profissionais com formação em cursos de ciências dos materiais, engenharias, matemática, física e química. Tradicionalmente, tais áreas exibem considerável interação com o setor produtivo, bem como são promotoras de novos produtos, agregação de valor em processos manufatureiros e geradores de novos empreendimentos de base tecnológica. Atualmente, o Brasil conta com 66 cursos de graduação reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) e 36 cursos de pós-graduação (Mestrado e Doutorado) reconhecidos e avaliados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) , ofertando, em média, cerca de 7 mil vagas de graduação e 500 (quinhentas) vagas de pós-graduação. Tais profissionais, devido ao caráter multidisciplinar da área e excelência de boa parte dos cursos e programas, são tradicionalmente absorvidos pela área tecnológico-científica e pelo setor produtivo empresarial.

Atuação do MCTIC

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações trabalha para criar e nutrir um ambiente de colaboração entre a indústria e a academia, aliando competências e instrumentos de fomento para a C,T&I, centrado na promoção continuada do desenvolvimento sustentável do ecossistema dos Materiais Avançados para o Brasil.

Voltar ao topo