Divulgado o resultado final da Chamada para Instituições 01/2019 MEC/MCTIC

Seleção de Redes Para o Aprimoramento do Ensino de Ciências na Educação Básica Programa Ciência na Escola
por ASCOM - publicado 22/10/2019 15h21. Última modificação 22/10/2019 15h35.

CGCS/MCTIC

CGCS/MCTIC

Ciência na Escola

Certos de que o ensino de Ciências deve privilegiar o letramento científico para que os estudantes compreendam a capacidade da Ciência em resolver problemas para a sociedade e certos de que, para despertar o interesse das crianças e jovens pelas ciências e otimizar continuamente seus resultados na área é preciso oferecer-lhes oportunidades para aguçar a curiosidade diante de fenômenos desconhecidos, vivenciando esses fenômenos na prática, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), envolvendo um compromisso conjunto pelo aprimoramento do ensino de ciências nas escolas públicas brasileiras de Ensino Fundamental e Médio lançou, em abril de 2019, o Programa Ciência na Escola, juntamente com Ministério da Educação (MEC), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Quatro ações em curso são abrangidas pelo Programa e se dedicam ao objetivo fundamental, de aprimorar o ensino de Ciências na Educação Básica: I Chamada Pública para Instituições – Seleção de Redes para o Aprimoramento do Ensino de Ciência na Educação Básica; II) Chamada Pública para Pesquisadores - Seleção de Projetos para o Aprimoramento do Ensino de Ciências na Educação Básica (Chamada MCTIC/CNPq nº 05/2019 – Programa Ciência na Escola – Ensino de Ciências na Educação Básica); III) Olimpíada Nacional de Ciências - 2019; e, IV) Especialização à distância em Ensino de Ciências - “Ciência é Dez!”.

A Chamada Institucional lançada pelo MCTIC em parceria com o MEC visa à seleção de redes para o aprimoramento do Ensino de Ciências na Educação Básica. Foram inscritas 48 propostas e selecionadas 19. Os projetos selecionados terão 24 meses para a sua execução. A ação contribui para minimizar o problema da infraestrutura escolar, pois fortalece a interação entre escolas de educação básica, instituições de ensino superior, espaços de ciência e outras instituições de ciência, tecnologia e inovação que oferecem infraestrutura para a realização de atividades “mão na massa” a serem realizadas junto aos alunos.

O resultado final da Chamada para Instituições foi divulgado hoje, 22/10, no DOU e também pode ser visto na página do Programa Ciência na Escola, no endereço eletrônico www.ciencianaescola.gov.br. R$100 mi (MEC) serão destinados para a implementação dos projetos de rede selecionados, com o objetivo de: i) aprimorar o ensino de ciências nas escolas de educação básica; ii) promover o ensino por investigação voltado para a solução de problemas; iii) intensificar a qualificação de professores da educação básica para o ensino de ciências; iv) estimular o interesse dos alunos da educação básica por carreiras científicas; v) identificar jovens talentos para as ciências; vi) fomentar a implementação de soluções inovadoras que contribuam para aprimorar o ensino e o aprendizado de ciências; vii) incentivar o uso de novas tecnologias educacionais e novos métodos de ensino de ciências; viii) fortalecer a interação entre escolas de educação básica, instituições de ensino superior, espaços de ciência e outras instituições de ciência, tecnologia e inovação; ix) democratizar o conhecimento e popularizar a ciência.

Os projetos de rede selecionados têm atividades previstas para serem desenvolvidas em 21 estados da federação e também no Distrito Federal. Na planilha a seguir, podese observar, mais detalhadamente, a abrangência das propostas de rede selecionadas, as regiões e os estados que receberão ações dos projetos:

Resultado Final - Ciência na Escola

 

Voltar ao topo