Ciência, educação e saúde devem caminhar juntas para melhorar serviços de saúde, diz ministro

Gilberto Kassab participou de eventos na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), nesta sexta-feira (21).
por ASCOM - publicado 24/12/2018 10h53. Última modificação 22/05/2019 09h05.
Ciência, educação e saúde devem caminhar juntas para melhorar serviços de saúde, diz ministro

Ministro acompanhou a entrega da primeira etapa do Hospital Universitário 2 da Unifesp, em São Paulo. Foto: Ascom/MCTIC

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ressaltou a união de esforços entre ciência, tecnologia e educação para melhorar a saúde pública no país. Durante a cerimônia de entrega da primeira etapa do Hospital Universitário 2 (HU2), que está sendo construído pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) na capital paulista, Kassab destacou o trabalho conjunto. “Essa obra expressa um investimento das pessoas e dos recursos públicos nas três áreas, pois associa a saúde, a educação e a ciência e a tecnologia. Portanto, quero cumprimentar todos que participaram desse projeto. Na vida pública, é sempre uma corrida de bastão. Um vai passando para o outro e, em determinado momento, se finaliza uma etapa. Com esse ato, finalizamos a primeira parte de um projeto muito importante”, afirmou Kassab nesta sexta-feira (21).

A obra recebeu R$ 60 milhões em recursos do Ministério da Educação (MEC) e será um espaço para a formação de profissionais de saúde. A ideia da Unifesp é fazer do HU2 uma unidade de assistência integrada em saúde, com os ambulatórios das diferentes especialidades ofertadas sejam integrados, o que permite associar consultas interdisciplinares.

“Esse hospital atenderá milhares de pessoas e, acima de tudo, formará médicos, técnicos e enfermeiros que irão, Brasil afora, auxiliar a saúde brasileira. E esse espírito de formação dessas pessoas tão importante, que a gente precisa tanto no nosso país, tem certamente um caminho muito importante com esse hospital que entregamos hoje”, disse o ministro da Educação, Rossieli Soares.

A estrutura contempla mais de 16 mil m² de área construída, distribuídos por 16 andares. O espaço vai comportar 120 consultórios, seis salas cirúrgicas, 25 leitos de internação, além de outros sete de recuperação pós-anestesia.

Também participaram do ato a reitora da Unifesp, Soraya Soubhi Smaili; o vice-reitor da universidade, Nelson Sass; a diretora do Campus São Paulo da Unifesp, Rosana Puccini; a diretora da Escola Paulista de Medicina (EPM), Emilia Inoue Sato; a diretora da Escola Paulista de Enfermagem (EPE), Janine Schirmer; e o diretor do Hospital São Paulo/Hospital Universitário, José Roberto Ferraro.

Pesquisa e experimentação animal

Em seguida, o titular do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) participou da inauguração do Laboratório de Ressonância Magnética Nuclear Professor Carl Peter von Dietrich e do Biotério e Laboratório de Experimentação Animal da Unifesp. Gilberto Kassab aproveitou a cerimônia para agradecer o apoio e parceria da comunidade científica no desenvolvimento de políticas públicas para o setor.

“Essa é uma oportunidade para homenagearmos a comunidade científica, aqui representada na figura da Helena Nader, que foi presidente da SBPC [Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência]. Ao longo desses anos, conseguimos dar fôlego ao setor de ciência, tecnologia e inovação, com um apoio muito importante de toda a comunidade”, observou Kassab.

O equipamento de ressonância magnética foi adquirido por meio do programa CT-Infra, da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), que é voltado para a modernização e ampliação da infraestrutura e dos serviços de apoio à pesquisa desenvolvida em instituições públicas de ensino superior e de institutos de pesquisa do país. O laboratório vai atender disciplinas de ciências básicas, clínicas e cirúrgicas, além de pesquisas nas áreas de drogas anticoagulantes, de interação entre proteínas do vírus zika e de identificação de marcadores moleculares para diferentes classes de doenças.

O espaço homenageia o cientista Carl Peter von Dietrich, especialista em pesquisa em medicina e responsável pela implantação do programa de pós-graduação em biologia molecular da Unifesp.

Já o Biotério e Laboratório de Experimentação Animal servirão para o desenvolvimento de pesquisas científicas que envolvam animais.

Além dos representantes da reitoria da Unifesp, estiveram presentes o presidente da Finep, Ronaldo Camargo; o diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Finep, Wanderley de Souza; a coordenadora do Instituto de Farmacologia da Unifesp, Helena Nader; e a coordenadora do Biotério e Laboratório de Experimentação Animal, Catarina Segreti Porto.

Voltar ao topo