Brasil ainda não despertou para investimentos em pesquisa, diz ministro

por ASCOM - publicado 10/10/2017 15h23. Última modificação 10/10/2017 15h24.
Brasil ainda não despertou para investimentos em pesquisa, diz ministro

Ministro Gilberto Kassab participou do Congresso de Inovação da FEI. Foto: Ascom/MCTIC

O país ainda não despertou para a necessidade de investir em pesquisa, afirmou nesta terça-feira (10) o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, no Congresso de Inovação do Centro Universitário da Fundação Educacional Inaciana (FEI), em São Bernardo do Campo (SP). “Teríamos outro país se tivéssemos já, há alguns anos, adotado esse comportamento”, comentou. “A melhor saída para o crescimento de qualquer país é o investimento em pesquisa, que abre oportunidade para construir uma nação mais justa e com melhor qualidade de vida.”

De segunda (9) a quarta-feira (11), o Congresso de Inovação FEI 2017 discute tendências para 2050, em torno do tema “a cidade e o campo inteligentes, para uma melhor qualidade de vida”, ao reunir pesquisadores, especialistas, estudantes, empresas de tecnologia e governo em sessões técnicas, mesas redondas e painéis sobre soluções para mobilidade e conectividade, evolução tecnológica, alimentação e energia para o mundo, entre outros tópicos.

A perspectiva é que essas soluções sejam disruptivas em mobilidade, oferta energética, água e esgoto, educação e lazer, saúde e abastecimento. A organização do evento acredita que o Brasil, por sua dimensão territorial e vocação agroindustrial, tem potencial para oferecer ao mundo caminhos nas áreas de segurança alimentar e segurança energética pela biomassa e por outras fontes renováveis. O campo representa um exemplo de sucesso pela incorporação de tecnologias desde a formação do solo e de sementes até o cultivo e a colheita, elevando a produtividade do agronegócio brasileiro.

Voltar ao topo